diminuir o turnover

Como diminuir o turnover na empresa: benefícios diferenciados estão entre as soluções

Entenda o que as organizações têm feito para diminuir o turnover e se tornarem mais atrativas aos olhos de colaboradores e candidatos

Quase metade dos profissionais (49%) pretende mudar de emprego em 2022, de acordo com dados elaborados pela consultoria de recrutamento e seleção Robert Half. Entre os motivos está a expectativa de uma melhor qualidade de vida e de tempo, algo que as empresas podem facilmente resolver ao ampliar seu plano de atração e retenção de talentos com benefícios diferenciados.

O que é turnover

No contexto de gestão de equipe, turnover significa rotatividade de profissionais. Acreditamos que, algum nível de saída e chegada de colaboradores pode ser interessante para que as novas ideias tenham mais uma porta de acesso ao ambiente da organização. Além disso, como disse Argentino Oliveira, diretor de Gente e Gestão da Suzano, em entrevista ao Jornal Valor Econômico, “faz parte da jornada de cada pessoa entrar, fazer suas contribuições, se desenvolver e, eventualmente, sair da companhia”. Porém, quando os pedidos de demissão se tornam frequentes, certamente, é hora da empresa repensar detalhes do seu modelo de operação para diminuir o turnover, algo que deve passar pela forma como cuida do colaborador, de ponta a ponta.

Neste kit, você vai descobrir como calcular o turnover e, também, conhecer estratégias para aumentar a retenção de talentos.

A importância do benefício corporativo para os negócios

Do ponto de vista da organização, o pacote de benefícios corporativos pode ser visto como um grande aliado do RH que, por meio de uma série de ofertas, além do salário, pode elevar de maneira significativa a percepção de um colaborador ou candidato sobre o valor de uma oportunidade de trabalho. O pacote de benefícios, aliás, pode ser um grande diferencial da organização aos olhos de quem está em busca de recolocação ou movimentação no mercado de trabalho.

Aproveite e faça o download do nosso kit sobre como calcular o turnover e estratégias para aumentar a retenção de talentos.

Por que a empresa deve oferecer benefícios diferenciados

Hoje, com a adoção do trabalho à distância, organizações de qualquer parte do mundo se tornaram potenciais concorrentes do seu negócio na disputa por talentos. Nesse cenário altamente competitivo, tende a se destacar a companhia que mais valoriza o ser humano e que investe em seu bem-estar e qualidade de vida, além de oferecer salários justos ou acima da média. Nesse ambiente de valorização da mão de obra, os profissionais tendem a entregar mais do que o seu tempo. Eles se tornam mais dedicados.

A grande questão é que os benefícios básicos, como vale-refeição, vale-alimentação, plano de saúde ou possibilidade de home-office já não são mais novidades. Outros benefícios, como patrocínio ou ajuda de custo para o uso de academias, apesar de ser um benefício excelente, não costumam agradar todos os colaboradores. Por isso, é importante sempre manter atenção para incrementar o pacote com ofertas de benefícios diferenciados que agradem a maioria, como, por exemplo, créditos para que o colaborador possa viajar

Todo profissional que deixa uma empresa, leva com ele um pouco do conhecimento que gera resultados para o negócio no final do dia. Mas isso é natural na dinâmica do mercado de trabalho. Mas quando essa saída é prematura, a companhia amarga outros prejuízos que, muitas vezes, não são mensuráveis e causam muitos danos no dia a dia da empresa. Por isso, é fundamental ter ações para diminuir o turnover e aumentar a atração e retenção de talentos realmente atraentes.

O Férias & Co. é um benefício diferenciado que busca impactar diretamente no bem-estar físico e mental dos colaboradores por meio do incentivo de viagens a lazer, envolvendo a família e amigos. Além de proporcionar mais economia nas reservas de passagens aéreas e hospedagens, o benefício de viagens do Férias & Co. também contribui para a atração de novos talentos e diminuir o turnover nas empresas. Vamos conversar mais sobre esse assunto?

Facebook
Twitter
LinkedIn